com onze anos fiz o meu primeiro campo de férias (no Movimento de Campos de Férias - Mocamfe) tendo até 1994 feito um total de 28 (entre os quais uma mítica volta à serra). inicialmente como participante (o que constituiu o cerne da minha adolescência), a partir dos dezasseis anos, como animadora e, mais tarde, como directora, passando pelo conselho directivo do movimento (1984/85), pela revista Camping e por uma das versões do cancioneiro (com uma viola de chapéu na capa).

nos campos encontrei, além do meu lugar no mundo, um Deus que fala comigo, laços de amizade que me envolveram para sempre e um espírito (misto de sonho, vertigem e entrega) que me alicerçou por dentro.

talvez sempre tenha sabido que um dia havia de voltar a fazer um campo. e 20 anos depois isso aconteceu. em 2014 fui mamã de campo de pinóquios. foi como voltar a sonhar um sonho perdido e desde então nunca mais ter acordado.